Sesab e Secretarias de Saúde da Região Norte do estado discutem a respeito da mortalidade materno-infantil.

A secretaria de saúde do estado da Bahia, através do Núcleo Regional de Saúde, na pessoa de Maria Florência Brasileiro e os representantes da atenção básica e vigilância epidemiológica dos municípios que compõem o núcleo estiveram reunidos na manhã desta terça feira, 14 no auditório do Centro Cultural Edmundo Isidoro dos Santos, para discorrer a respeito da mortalidade fetal,  mortalidade infantil e a mortalidade de mulheres em idade fértil. Infelizmente os dados demonstram que estes índices voltaram a crescer na região norte do estado, tendo como principal fator a ausência de investimentos dos entes federativos em uma Maternidade especializada. 

Equipe da Secretaria de Saúde de Jacobina

Segundo a Palestrante Maria Florência o CPN que está sendo instalado anexo ao Hospital Antônio Teixeira Sobrinho, atenua alguns problemas de ordem aos partos normais, porém  não serve de aporte pra resolutividade para as complicações de parto que já são perceptíveis desde o pré natal. “Os índices aumentaram e nós diminuímos a assistência prova disso foi o fechamento do Hospital Regional, é necessário articulação política pra que possamos investir em saúde para a mulher em idade fértil e ter uma maternidade de referência na média e na alta complexidade seria algo viável.” Ressaltou Brasileiro.

Maria Florência Brasileiro

A Equipe da Secretaria de Saúde Jacobina se fez representada através de quatro profissionais da área de saúde, da Atenção Básica e da Vigilância Epidemiológica, a coordenadora da atenção básica Maristela disse que este momento é de reflexão, aprendizado e também é hora de unir os entes nesta busca por melhorias. “ A Prefeitura de Jacobina está aberta ao diálogo, o Prefeito Luciano Pinheiro tem buscado melhorias para a saúde, prova disso é o esforço para a vinda da Policlínica, buscando articulação junto aos prefeitos da região, apoiando um momento como este de hoje e não tenho dúvidas que a pauta de redução da mortalidade materno-infantil será uma luta de todos os entes, município, estado e união, no que depender do Prefeito deste município e da equipe da secretaria de saúde,  chefiada pela enfermeira Mariana Valois, a luta pela vida estará sempre acima de bandeiras partidárias, mas  somente  juntos,  independente de siglas iremos sim, ter todos como vencedores” afirmou a Coordenadora da Atenção Básica de Jacobina.


ASCOM/PMJ
Texto: Clayton Luz

Fotos Mário Luna
Google Plus

Sobre Blog Cleiton Luz

Seja bem-vindo(a) ao blog Cleiton Luz. Navegue, conheça e descubra o melhor da informação em um só lugar.
    Comente pelo Blogger
    Comente pelo Facebook

0 Comentários:

Postar um comentário